1 – “LUZES, CÂMERA, AÇÃO!”

Destaque

Por Wilson Solon.   Há 30 ou 40 anos, “Luzes, Câmera, Ação!” era apenas um slogan que incendiava a imaginação do público e as expectativas “ingênuas” dos jovens cineastas da altura. Além disso, os jovens dispõem da onipotente sensação de propriedade do futuro, que os cineastas ainda são capazes de ampliar quando revisitam o passado. E … Continue lendo 1 – “LUZES, CÂMERA, AÇÃO!”

O 13 de Maio e o Fundo Negro

Por Wilson Solon. Sou branco. Não deveria levantar nenhuma bandeira em nome dos negros e pardos sem conhecer todos os matizes de suas dores e humilhações. Muito menos na data determinada pelos próprios brancos para representar a sua “libertação”. Se ainda assim insisto, ou sou mais um hipócrita, ou mais um culpado. Parto da segunda … Continue lendo O 13 de Maio e o Fundo Negro

BREVES REFLEXÕES SOBRE A POSSE DO MAL

Por Wilson Solon. Não há o que comemorar ou sequer comentar no triunfo da barbárie e do sofrimento, é verdade. Nem há que se esperar, por ignorância ou alienação, nada de edificante das mentiras, ou do que se apresenta como um louvor fanático às destruições sem limites possíveis, das florestas às almas. Mas tampouco há o que … Continue lendo BREVES REFLEXÕES SOBRE A POSSE DO MAL

O Feliz Natal da família brasileira

Por Wilson Solon. Venho tentando me convencer de que a mais nonsense das datas festivas do planeta seria ao menos um “bom pretexto” para estar junto dos entes queridos. Contudo, em nome da verdade (de que tantos sofistas me acusam de ser “dono”), admito que nesses tempos atrozes já não vejo nada de bom na hipocrisia natalina. … Continue lendo O Feliz Natal da família brasileira

ANATOMIA DE UMA ABERRAÇÃO (PARTE 2 – NA PRÁTICA)

Por Wilson Solon. (Leia aqui a PARTE 1 – EM TEORIA) Confesso não ter sido capaz de cumprir a “promessa eleitoral” de publicar estas confirmações práticas logo após o resultado das eleições. Mas não sucumbi apenas à perplexidade com o que, afinal, era já previsível. A rigor, todos os que defendemos outro projeto de sociedade … Continue lendo ANATOMIA DE UMA ABERRAÇÃO (PARTE 2 – NA PRÁTICA)

ANATOMIA DE UMA ABERRAÇÃO (PARTE 1 – EM TEORIA)

Por Wilson Solon.  A perplexidade, via de regra, revela a medida de nossa própria ignorância. O fascismo que hoje aterroriza o Brasil, e estarrece o mundo, não é resultado de uma súbita abiogênese (ou geração espontânea). Nenhuma deformação teratológica nessas dimensões prescinde de antecedentes visíveis. Para quem prefere a exatidão da Física, à imprevisibilidade da … Continue lendo ANATOMIA DE UMA ABERRAÇÃO (PARTE 1 – EM TEORIA)

31 – SOB O PONTO DE VISTA DE UM MINISTÉRIO GOLPISTA

Por Wilson Solon.   Em que pese o ‘óbvio’ (ou antes, por seu didatismo), vale a pena recordar alguns dos horrores explícitos do (des)governo que (não) temos. Como foi antecipado, vamos aos fatos e às fotos de nossa tragédia nacional, que chamei de uma “seleção natural” às avessas. O “Ministério do Vampiro”, como é visto popularmente, … Continue lendo 31 – SOB O PONTO DE VISTA DE UM MINISTÉRIO GOLPISTA

30 – SOB O PONTO DE VISTA DE UMA NAÇÃO DEVASTADA

Por Wilson Solon.   No depoimento anterior, a partir das imagens de um “mesmo capitalismo”, chegamos a conclusões opostas, para as duas nações mais populosas do Ocidente. Em todos os níveis: das escolhas ideológicas aos benefícios auferidos; da participação política à composição étnica dos respectivos povos e elites. No Brasil, já não há mais dúvidas (exceto … Continue lendo 30 – SOB O PONTO DE VISTA DE UMA NAÇÃO DEVASTADA

29 – SOB OS PONTOS DE VISTA DE “UNS” E OUTROS

Por Wilson Solon.   Conhecidas as causas e carências históricas que ensejaram a ocupação do nosso território pela Rede Globo, passemos às consequências, que comprovam a premissa de que se trata de um monopólio a serviço dos EUA. Nosso insuspeito ponto de partida é fornecido pela própria emissora, na última de suas campanhas de autopropaganda enganosa: … Continue lendo 29 – SOB OS PONTOS DE VISTA DE “UNS” E OUTROS

28 – SOB O PONTO DE VISTA DE UM MONOPÓLIO GLOBAL

Por Wilson Solon.   Como os termos “imperialismo” e “monopólio” às vezes se confundem, falo agora das sutilezas nos respectivos conteúdos. Ao menos da forma como os utilizo nesta série. Convém cotejá-los, portanto, com os três exemplos emblemáticos do que chamamos genericamente de “impérios” – o Romano, o Norte-Americano e a Rede Globo – pela forma … Continue lendo 28 – SOB O PONTO DE VISTA DE UM MONOPÓLIO GLOBAL